Qual a eficácia do método contraceptivo DIU e quem pode usar?

Qual a eficácia do método contraceptivo DIU e quem pode usar?

O Mirena, popularmente conhecido como “DIU de hormônio” ou “DIU Mirena” é um método anticoncepcional de longa duração, que apresenta a duração segura de 5 anos (segundo o fabricante).

Outro benefício do DIU, é que em comparação aos anticoncepcionais orais, tem uma melhor eficácia, com taxas de gravidez menores de 1%. Alguns estudos médicos mais recentes confirmam a excelente eficácia do DIU Mirena, variando entre 0% e 0,6%, porcentagens que são comparadas até mesmo com a laqueadura tubária.

Quem pode usar o DIU

O Mirena é um método que pode ser utilizado por adolescentes, pacientes sem filhos, pacientes no pós-parto imediato (pois não altera a amamentação dos recém-nascidos), e em determinadas situações que o uso de anticoncepcionais hormonais orais ou injetáveis não podem ser utilizados. Também pode ser usado por pacientes que já tiveram trombose ou outros problemas circulatórios.

Mitos sobre o DIU

Existem alguns equívocos sobre os DIUs (entre eles o Mirena) que “aumentariam os riscos de infecções e causariam infertilidade”. Sabemos que os DIUs atuais não levam à infertilidade, pois uma vez retirados, reestabelece-se a fertilidade feminina. Em relação a infecções (principalmente as infecções uterinas e de trompas), alguns estudos médicos têm mostrado que a incidência é praticamente a mesma, se comparado à pacientes não usuárias do método.

Informações sobre a colocação do DIU

A colocação do Mirena é feita no período menstrual, pois nessa época é que o colo uterino está mais aberto e a colocação é mais fácil e menos dolorosa. Não é necessário que seja feita em hospitais, sendo que a grande maioria dos casos é realizado no próprio consultório do ginecologista. Costumeiramente utiliza-se um analgésico uma hora antes do procedimento.

Quanto o uso de anestesia local, existem alguns estudos mostrando uma boa resposta, mas ainda estão sendo concluídos. Em nosso serviço logo após a colocação, realizamos o ultrassom transvaginal para confirmação da posição correta do Mirena. Se estiver no local ideal, agenda-se um retorno em 40 dias para uma nova avaliação e depois faz-se o acompanhamento anual, junto com os exames de rotina.

Dr. Daniel Luchesi é ginecologista na Clínica Livon, em Joinville (SC). Clique e conheça nossos procedimentos em Ginecologia.